Canudos de papel são um saco.

Canudos de papel são um saco.

Dia desses eu estava no Bunker 22, aqui em Floripa com alguns amigos. Pedimos o drink que leva o nome do bar, que vem na pequena dose de 1 litro.

Um drink de 1 litro não é tarefa para uma pessoa só!

Bom drink, bom bar, bom ambiente, e a preocupação (justíssima) com a vida marinha, perfeito!

Os canudos de papel são bonitos, biodegradáveis e baratos, só que um drink deste tamanho se leva algum tempo pra beber, infelizmente, mais do que os canudos aguentaram, e nisto veio a discussão.

Em um drink com essa proposta, se faz necessário o uso de canudos, já que ficar passando esse balde pra la e pra cá não me parece muito boa ideia, ainda considerando que um drink do tipo precisa de bastante gelo.

No mundo dos coquetéis, os canudos são utilizados para misturar alguns drinks, para evitar a dificuldade de beber com muito gelo, simplesmente por estética, ou mesmo por conveniência. Portanto, estes ainda se fazem presentes no dia a dia, mas com a crescente preocupação ambiental, os canudos de plástico já não são bem vistos.

Plástico leva 500 anos para decompor.

Além de serem proibidos em alguns lugares, como no Rio, os canudos de plástico trazem uma carga ambiental negativa que muitos não querem associar aos seus estabelecimentos. Apesar disso, caso você queira um canudo diferente do padrão, como os canudos “colher” ou dobráveis, os de plástico acabam sendo a única alternativa disponível.

Mas precisa de canudo?

A verdade é que em boa parte dos drinks não é necessário o uso de canudos, principalmente se tiverem os copos apropriados. Salvo em casos especiais:

Os bares podem adaptar sua carta para ser mais amigável ao não uso de canudos, ou buscar alternativas.

Quais são as alternativas?

Diversas, mas todas possuem pontos positivos e negativos.

Canudos de metal

Canudo de metal curvado

Extremamente duráveis, não interferem no sabor da bebida, fáceis de higienizar e 100% recicláveis, os canudos de metal são uma opção com baixo impacto ambiental.
Mas apesar de apresentarem mais pontos positivos do que negativos, muitas pessoas ainda acham estranha a sensação de beber em um canudo de metal.
No entanto, são uma ótima opção para quem quer ter seu próprio canudo e levar de casa.

Canudos naturais

Canudos de bambu

Os canudos de bambu casam muito bem com algumas estéticas de drinks ou bares, são leves, reutilizáveis e podem ser produzidos em diversos formatos diferentes. Por outro lado,
não são muito práticos, pois além de serem mais difíceis de higienizar, o bambu é um material que absorve muita umidade, o que faz sua durabilidade ser de aproximadamente três anos.

Outra alternativa natural são os canudos de palha: são leves e levam pouco tempo para se decompor naturalmente, mas possuem muitas desvantagens pois tendem rasgar ou amassar com facilidade, além do volume de canudos descartados permanecer ou até aumentar.

Canudos biodegradáveis

Canudos de papel

Os canudos de papel são bonitos, biodegradáveis e baratos, mas se desfazem rapidamente, se tornando uma frustração a quem bebe do drink, e possivelmente tornando necessário o uso de mais de um por drink.

Existem os canudos de PLA (amido de milho), mas que precisam de uma logística reversa, visto que não são facilmente biodegradáveis. Tem as mesmas qualidades dos de plástico, mas podem ter baixo impacto ambiental caso descartados corretamente.

Outra uma opção promissora são os canudos de alga, ainda não disponíveis no Brasil, mas seriam resistentes, com características próximas aos canudos comuns de plástico, mas facilmente compostáveis e biodegradáveis.

Existe alguma alternativa melhor? Qual a sua opinião sobre o uso de canudos?
Colabore com a discussão, deixe um comentário!

Deixe um comentário

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
pt_BRPortuguese
es_ARSpanish pt_BRPortuguese